Comprar ou não uma lista de e-mails?

Segundo a CSO Insights 68% das empresas B2B possuem problemas na geração de listas de leads.


E após uma análise interna das principais questões que foram levantadas por clientes e parceiros decidimos trazer o assunto ao debate:


A qualidade das listas! O que é? Como as listas são formadas? Por que é importante?


Neste texto vamos explorar porque a qualidade das listas de prospecção pode afetar negativamente o resultado final do seu processo de outbound.


Também vamos mostrar como o seu domínio de e-mail pode ser prejudicado caso o seu bounce rate permaneça alto durante um determinado período de tempo.


Bom, mas para falarmos em leads qualificados precisamos previamente nos certificar que possuímos o ICP, ou perfil de cliente ideal, bem definido.


Ele é necessário para orientar nosso processo de prospecção e definir quais as informações devem ser levantadas para que um smart lead seja prospectado.


Aproveite para acessar o nosso Incrível Gerador de ICP. Defina o seu Perfil de Cliente Ideal e determine o sucesso da sua estratégia de outbound.


Com o ICP em mãos podemos definir quais os dados (nome, sobrenome, email, cargo, empresa, tamanho, segmento e etc) deverão ser pesquisados para que a lista de smart leads seja formada.


Assim, você poderá escolher quais as melhores ferramentas para captura e enriquecimento das informações.


A qualidade desses dados vai garantir que você não perca tempo prospectando leads sem perfil, que não possuem fit com a solução/serviço que você oferece.


Além disso, a predefinição dos dados necessários irá garantir que você não tenha retrabalho, já que você não precisará ficar retornando a lista para complementar as informações de cada smart lead.


A importância de manter baixas a sua taxa de bounce

Outro problema relacionado a qualidade da lista é que você precisa possuir uma boa reputação para que os servidores de email entreguem seus emails aos leads


Como garantir isso? Mantendo sua taxa de bounce baixa e controlada.


Os servidores de email estão atentos a comportamentos anormais no fluxo, como altas taxas de bounce e marcadores de spam.


Eles utilizam esses parâmetros para estabelecer sua reputação e sua entregabilidade estará diretamente relacionada a ela.


Ou seja, altas taxas de bounce somadas a práticas de spam, podem prejudicar sua reputação e, por consequência, o percentual de email enviados por você que chegarão de fato a caixa de entrada de um lead.


Para conferir qual a situação do seu domínio, indicamos que você faça uma consulta em algum

a ferramenta.


Nós indicamos a Mail-Tester, mas você pode utilizar outras.


Qual a melhor estratégia para gerar listas de leads qualificados?

Essa é uma pergunta difícil de responder e arrisco dizer que não tem uma resposta definitiva ou que valha para todos os casos de empresas e mercados.


Isso significa que você deve conhecer bem as opções antes de decidir qual a melhor para o momento do seu negócio.


Vamos apresentar três formas diferentes de gerar listas qualificadas com seus prós e contras para ajudá-lo a tomar essa decisão.


Construir um processo interno de inteligência comercial


A primeira vista essa opção pode parecer muito cara, complicada e inviável para empresas que possuem estrutura menor, mas desde o